UMA NOVA DIOCESE EM SANTA CATARINA – DIOCESE DE ITAJAÍ : URGENTE!

No ano 2000, dois anos depois da diocese de Criciúma, foi criada a décima diocese do nosso Estado, a de Blumenau. Em abril de 2009, há mais de quatro anos, em meio à vibração da celebração litúrgica da “posse”, ou seja, do início do ministério episcopal de seu segundo Bispo, Dom José Negri, na magnífica Catedral de São Paulo Apóstolo, meu pensamento revoou para outra “magnífica Catedral”, já pronta, mas sem Bispo, a de Itajaí. E continua revoando…

É que, entre as dioceses do nosso Estado, a Arquidiocese já tem três vezes a população da diocese de Blumenau, e cinco vezes a população das de Rio do Sul, de Lages, de Caçador, de Joaçaba etc. E a população da Arquidiocese cresce a olhos vistos, num crescimento desproporcional ao das outras dioceses.

Ora, na eclesiologia da Igreja Particular, recuperada pelo Vaticano II, mas evidente nos textos do Novo Testamento – vejam-se as cartas às Igrejas, nos cc. 2 e 3 do Apocalipse e também  as cartas de Inácio de Antioquia, no início do século II – a  Igreja particular, ou local, concentra-se na pessoa do Bispo, que deve ter acesso viável a seu rebanho. Não seria solução bíblico-eclesiológica um Vicariato Episcopal, com um Bispo-auxiliar, p. ex., em Itajaí. Não é a mesma coisa. Até em questão de patrimônio, veja-se o que Criciúma, criada em 1998, e Blumenau, criada em 2000, construíram em poucos anos! Por esses e outros motivos, é urgente a criação imediata da diocese de Itajaí.

Que municípios a integrariam? Naturalmente, Navegantes deveria unir-se a Itajaí. Depois, os municípios litorâneos de Camboriú, Balneário Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombinhas… Só esses municípios dariam uma população maior que a da diocese de Blumenau!

Quanto aos municípios interioranos de Brusque, Nova Trento, S.João Batista, Canelinha, pertenceriam à nova diocese, ou, por causa dos Santuários de Azambuja e Nova Trento, afetivamente ligados a Florianópolis, poderiam continuar com a Arquidiocese?… São perguntas e questionamentos que devem ser considerados, debatidos, mas não contrariam a proposta. Quanto ao Seminário de Azambuja, por que não poderia no início servir às duas dioceses, continuando Florianópolis, naturalmente, com seu próprio Propedêutico?

Só a Ilha de Santa Catarina ultrapassou a casa dos 400.000 habitantes, população já suficiente para uma diocese. Era, aliás, o total da população de todo o Estado em 1908, quando da criação da diocese de Florianópolis, que abrangia toda Santa Catarina. Mas temos, ainda, junto à Ilha, a “Grande Florianópolis”, que inclui Biguaçu, São José, Palhoça, além de outros municípios interioranos, numa população que ultrapassa os 800.000, já muito grande para uma diocese. Isto, em termos de Santa Catarina, que nunca foi macrocéfala, mas agora estamos todos percebendo a litoralização da população.

Essas reflexões são as que me vieram, espontâneas, tarde da noite daquele dia tão belo da “posse” do segundo Bispo de Blumenau. Então, mais de quatro anos depois, divulgo pelas redes sociais este texto, depois de tê-lo publicado na revista da FACASC, “Encontros Teológicos” (2012/3, pp.175-177).  Por que insisto na divulgação do assunto? É porque percebo certa acomodação, ou mesmo receio, de encarar este “sinal dos tempos” que é o acelerado crescimento populacional da Arquidiocese, com a necessidade urgente de uma nova circunscrição eclesiástica. É preciso pelo menos discuti-lo, é preciso que as comarcas “do norte da Arquidiocese” reconheçam a sua identidade de fato e a assumam! Não entendo como é que um Plano de Pastoral arquidiocesano, aprovado no ano passado, 2012, “com vigência para dez (10) anos”, sequer mencione esta flagrante necessidade. É por isso que, com liberdade e  responsabilidade, como presbítero da arquidiocese de Florianópolis, já octogenário, insisto no debate e, queira Deus, no encaminhamento da proposta. Como subsídio para a discussão, aí seguem, “preto sobre branco”, mapas e dados de superfície e população da diocese proposta, como é que ela ficaria, situando-a nas dioceses atuais, para que a discussão não fique no ar.

Quais os próximos passos, além da discussão, também em nível de Conselho Regional de Pastoral? Certamente  seria muito oportuno  um abaixo-assinado do povo e da cidade de Itajaí e comarca respectiva!  Além disso, em Itajaí deveria formar-se uma Comissão, necessária para os encaminhamentos práticos, inclusive para se levar a reivindicação, através do Regional, até a Nunciatura.

Numa das estrofes do Hino do Centenário da diocese, em 2008, de minha lavra, cantávamos assim: “Em Santa Catarina a Igreja cresceu, deu frutos: / de uma só diocese, agora são dez!” Espero podermos cantar novamente esses versos, mas com pequena modificação: “de uma só diocese, agora mais dez!” E que tudo se faça para o maior bem da Igreja e para a maior glória do seu Senhor.

Florianópolis, 25 de outubro de 2013.

Pe. Ney Brasil Pereira, professor na FACASC/ ITESC, membro da Pontifícia Comissão Bíblica, e Coordenador Arquidiocesano da Pastoral Carcerária

POPULAÇÃO POR DIOCESE
(Censo 2012)

 COMO É HOJE

ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS

Águas Mornas

5.685

Angelina

5.171

Anitápolis

3.211

Antônio Carlos

7.613

Balneário Camboriú

113.319

Biguaçu

59.736

Bombinhas

15.136

Botuverá

4.584

Brusque

109.950

Camboriú

65.520

Canelinha

10.845

Florianópolis

433.158

Garopaba

18.890

Gov. Celso Ramos

13.211

Guabiruba

19.254

Itajaí

188.791

Itapema

48.807

Leoberto Leal

3.309

Major Gercino

3.300

Nova Trento

12.544

Palhoça

142.558

Paulo Lopes

6.808

Porto Belo

16.896

Rancho Queimado

2.765

Santo Amaro da Imp.

20.332

São Bonifácio

2.977

São João Batista

27.982

São José

215.278

São Pedro de Alcântara

4.874

Tijucas

32.087

TOTAL

1.614.591

 DIOCESE DE BLUMENAU

Balneário Piçarras

18.010

Benedito Novo

10.528

Blumenau

316.139

Doutor Pedrinho

3.683

Gaspar

59.728

Ilhota

12.624

Indaial

57.068

Luiz Alves

10.811

Navegantes

63.764

Penha

26.268

Pomerode

28.610

Rio dos Cedros

10.488

Timbó

36.774

TOTAL

654.495

PROPOSTA PARA NOVA CONFIGURAÇÃO

 ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS

 

Águas Mornas

5.685

Angelina

5.171

Anitápolis

3.211

Antônio Carlos

7.613

Biguaçu

59.736

Florianópolis

433.158

Governador Celso Ramos

13.211

Palhoça

142.558

Rancho Queimado

2.765

Santo Amaro da Imperatriz

20.332

São Bonifácio

2.977

São José

215.278

São Pedro de Alcântara

4.874

TOTAL

916.569

 

DIOCESE DE BLUMENAU

 

Benedito Novo

10.528

Blumenau

316.139

Doutor Pedrinho

3.683

Gaspar

59.728

Ilhota

12.624

Indaial

57.068

Luiz Alves

10.811

Pomerode

28.610

Rio dos Cedros

10.488

Timbé do Sul

5.306

TOTAL

514.985

 

DIOCESE DE ITAJAÍ

 

Balneário Camboriú

113.319

Balneário Piçarras

18.010

Bombinhas

15.136

Botuverá

4.584

Brusque

109.950

Camboriú

65.520

Canelinha

10.845

Guabiruba

19.254

Itajaí

188.791

Itapema

48.807

Navegantes

63.764

Nova Trento

12.544

Penha

26.268

Porto Belo

16.896

São João Batista

27.982

Tijucas

32.087

TOTAL

773.757

 

Outras alterações

Iriam para a Diocese de Tubarão

Garopaba

19.254

Paulo Lopes

6.808

TOTAL

26.062

Iria para a diocese de Rio do Sul

Leoberto Leal

3.309

????????????????????????????????????????????????????????

Anúncios

Sobre ralk

Sou evangelizador, trabalho na Diocese de Blumenau nos setores de Comunicação e Ecumenismo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s