Cipó-de-São-João, além de beleza nastural, é bom remédio

Por estes dias, estive na sede da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, subsecção de Blumenau, que fica numa das belas colinas da região da Escola Agrícola, em Blumenau. Surpreendi-me, ali, ao ver a bonita flor do Cipó-São-João. Bem no topo da colina está a imponente construção. E, ao redor, a bela vegetação, da qual se sobressaem as manchas floridas de Cipó-de-São-João. Acho que o leitor/internauta apreciará ver as imagens que, lá, capturei.

Gosto de ver o Cipó-de-São João formando manchas coloridas de vermelho, contrastando com o verde da vegetação. No tempo da infância, acostumei-me a ver muita dessa planta trepadeira, seja nas beiras de estrada, seja dentro da mata, ou mesmo nas capoeiras. Seu nome lembra o primo de Jesus, João Batista. E pode ser encontrada durante todo o ano, especialmente em junho, cujo dia 21 é dedicado à solenidade da natividade de João Batista; e em agosto, dia 29, é celebrado seu martírio.

Como um santo muito popularizado no Brasil e motivo de muito folclore, o Batista emprestou seu nome à vistosa flor. E por extensão, não só a flor, mas à própria planta.

Veja a descrição científica do Cipó-de-São-João e sua utilidade medicinal:

Nome Científico: Pyrostegia venusta
Nomes Populares: Cipó-de-são-joão, Cipó-vermelho, Flor-de-são-joão
Família: Bignoniaceae
Categoria: Medicinal, Trepadeiras
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 9.0 a 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Trepadeira muito utilizada na decoração das festividades de São João em todo o Brasil. Produz muitas inflorescências, compostas de pequenas flores alongadas e alaranjadas em pleno inverno destacando-se. É uma planta interessante quando queremos ter flores vistosas nos meses frios. Cobre muito bem pérgolas, cercas, treliças, muros e caramanchões.

Devem ser cultivadas em solo fértil com regas regulares, sempre a sol pleno. Uma boa adubação com farinha de ossos e cinzas estimula uma floração abundante. É frequente observá-la nas matas e à beira das estradas. Multiplica-se por sementes e por estaquia.

Medicinal:

Indicações: diarréias, desinterias, leucoderma, vitiligo
Propriedades: tônico
Partes Utilizadas: flores, folhas, raízes

Anúncios

Sobre ralk

Sou evangelizador, trabalho na Diocese de Blumenau nos setores de Comunicação e Ecumenismo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s