Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Blumenau – 10 anos de caminhada

Ontem, dia 17 de agosto, às 19h30, na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, bairro Itoupavazinha, Blumenau, a convite do pároco, Pe. Wilmar Yepes Tabares, presidi a celebração eucarística comemorativa do 10º aniversário de criação e instalação daquela Paróquia.

Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, bairro Itoupavazinha, Blumenau

Um primeiro registro é o de que aquele dia 17 era o dia exato do aniversário. A mesma Paróquia Sagrado Coração de Jesus foi criada e instalada pelo primeiro e querido bispo de Blumenau, Dom Angélico Sândalo Bernardino, no dia 17 de agosto do ano de 2002. E o motivo pelo qual Pe. Wilmar, fraternalmente, comigo agendou com boa antecedência esta data, foi porque naquela ocasião tornei-me o primeiro pároco. Já atendia pastoralmente aquela Comunidade Sagrado Coração de Jesus desde o final do ano de 1994.

Tinha vindo, então, residir recentemente na Capela Santo Estêvão, no Salto do Norte, distante dali uns 4 Km. Havia assumido atender sete comunidades, pertencentes à Paróquia Santa Terezinha, com sede no bairro Escola Agrícola, situada do outro lado do Rio Itajaí-Açú, uns 12 km distante da Capela Santo Estêvão. O pároco, naquele tempo, era o Pe. (hoje Monsenhor) Carlos A. Kiesewetter.

Igreja Matriz Santo Estêvão, bairro Salto do Norte, Blumenau

À minha chegada, aquelas sete comunidades, entre as quais a citada aniversariante, começavam seu encaminhamento para, no tempo adequado, congregarem-se oficialmente numa paróquia, o que aconteceu em setembro de 2007, com a criação da Paróquia Santo Estêvão. Blumenau, naquele tempo, pertencia ainda à Diocese de Joinville. Dessa forma, foi o querido e dinâmico bispo Dom Orlando Brandes, hoje, arcebispo de Londrina – PR, quem instituiu e instalou a Paróquia do Salto do Norte, da qual igualmente me tornei o primero pároco.

Não eram tempos fáceis. No empenho evangelizador, não existem somente facilidades. Nunca. Jesus não prometeu facilidades aos evangelizadores. Mas ali formara-se uma já numerosa povoação bem diversificada social e  culturalmente, e procedente de diversas regiões, sobretudo da região do Centro e do Oeste de Santa Catarina, além de muitos do Paraná. Traziam a riqueza da sua fé das origens e mais ainda: fé vivida em famílias tradicionais, em sua maioria descendentes de imigrantres europeus, sadias e lutadoras. Assim, com a formação e o crescimento das comunidades, eram frequentes tensões e crises. Algumas delas, às vezes, não se resolviam tão rapidamente.

Verdadeiros marcos da caminhada pastoral foram as missões pregadas em todas as comundiades pelos padres missionários redentoristas no ano de 2001. Práticamente foram três anos de missão, com pré-missão, missão e pós-missão. Houve, nessa ocasião, verdadeira mexida em toda aquela Área Pastoral. Fortaleceram-se as lideranças, surgiram novas, aumentaram os Grupos de Reflexão, iniciaram-se novas comunidades, muita gente começou a participar da Igreja e outro tanto voltou à mais viva participação.

Também as Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus realizaram períodos de missões naquelas comunidades. Vinham de Curitiba, em grupos até de 10, 15 Irmãs. Hospedavam-se nas famílias e realizaram verdadeira missão popular. Visitavam as famílias, abençoando-as, visitavam os doentes, animavam os Grupos de Reflexão, realizavam celebrações. Impressionava como aquela gente se manifestava contente com a presença e o trabalho das Irmãs e colaboravam de mil e uma maneiras para que a missão tivesse êxito. E tinha. Ou melhor, os frutos permanecem.

Em dez anos de história, tem-se muito, tudo, melhor dizendo, a agradecer. Essas duas paróquias que, pela graça de Deus, encaminhamos, hoje apresentam muitos sinais de crescimento. A Paróquia Sagrado Coração de Jesus, por exemplo, quando aí cheguei, tinha apenas o terreno adquirido. A missa era celebrada duas vezes por mês numa das salas da Escola Municipal Felipe Schmidt. Hoje, a igreja matriz está pronta, bonita, vistosa, sobre a bela colina que se destaca napaisagem daquele bairro.

A acolhida fraterna e a valorização do pároco Pe. Wilmar fez-me realmente sentir-me “em casa” e fazer intensificar-se meu sentimento de gratidão a Deus por suas maravilhas através do pouco que podemos oferecer-lhe daquilo que somos e temos. Com a devota e jubilosa comunidade reunida, pudemos cantar com Maria, Mãe de Jesus e nossa: “A minha alma engrandece o Senhor e meu espírito exulta em Deus, meu salvador, porque fêz grandes coisas em mim. Santo é o seu nome” (Lc 1,46).

Anúncios

Sobre ralk

Sou evangelizador, trabalho na Diocese de Blumenau nos setores de Comunicação e Ecumenismo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Blumenau – 10 anos de caminhada

  1. Verena disse:

    Muito lindas as suas fotos Pe. Raul.
    Fomos paroquianos desta linda igreja e com orgulho posso dizer que meu marido Ivo Felizardo, muito trabalhou na construção desta igreja, trazendo do alto vale mais precisamente de Pouso Redondo, os tijolos que ergueram aquelas paredes. Os ceramistas de lá foram generosos e sua contribuição deu uma alavancada na construção.Todos os finais de semana, na porta da antiga igreja, o salão atual, era pedido ajuda do povo para comprar cimento, areia, e outros materiais.Vários mutirões foram feitos para que a construção andasse. A comunidade muito generosa ajudava de bom coração. Parabéns ao povo de Itoupavazinha. Amo aquela gente.
    Hoje faço parte da Paróquia Perpétuo socorro.
    Verena

  2. laiza disse:

    eu queria saber o telefone dai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s