Capela N. Sra do Perpétuo Socorro, Itoupavazinha, Blumenau – Uma história sagrada

No sábado, 07 de julho, estive na Capela N. Sra do Perpétuo Socorro, situda à Rua Bauler, no bairro Itoupavazinha, região norte de Blumenau. Às 18h, houve missa em louvor à Padroeira, cujo dia transcorreu em 27 de junho. Realizava-se nesta mesmo sábado a festa popular, que continuaria no dia seguinte, Domingo.

munidade e, quem sabe, algum visitante, procedente de outro lugar. Especialmente à homilia, lembrei um pouco os passos da história da comunidade. Pe. Aloisio Boing, por volta de 1980, iniciou a comunidade, rezando missas nas casas das famílias. Hoje, Pe. Boing está em processo de beatificação. Tive a alegria de distribuir muitos santinhos às pessoas mais idosas e que o con heceram pessoalmente.

Um morador antigo do mesmo lugar, Sr. Arno Bauler, que tive a oportunidade de saudar à entrada da igreja, contou-me um pequeno fato da passagem do Pe. Aloisio pela Itoupavazinha. Escolhido o terreno para a construção da capela, ele foi verificar “in loco” a área. Com alguns homens, subiu o morro, pelo meio do capoeirão, e olhou para um lado e para outro, situando-se em relação a toda a extensão do terreno.  Em seguida, bateu os dois pés no chão e disse: “Aqui será construída a igreja”. E exatamente ali está, hoje, construída a capela dedicada à Mãe do Perpétuo Socorro.

Ao final da missa que presidi, houve a cerimônia da coroação de Nossa Senhora. Foi comovente. Bem preparada, teve a entrada das tochas, depois das floristas que perfumavam o ambiente. Em seguida, foi trazida numa mesinha sobre rodas a bonita imagem da padroeira, que ficou à frente do altar, embaixo do presbitério. Tudo acompanhado por crianças vestidas de anjos. Por fim foi trazida a coroa. Músicas próprias acompanhavam cada  parte da encenação. Enfim, coroada, a Mãe e Padroeira ganhou vibrante salva-de-palmas.

Pequeno histórico da Comunidade:

COMUNIDADE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO – RUA PHILIPP BAULER – ITOUPAVAZINHA – BLUMENAU

 

Pelo ano de 1980, o número de famílias morando nas imediações da Rua Philipp Bauler, no bairro Itoupavazinha, Blumenau, exigia mais intensos cuidados pastorais. Foi o que expressaram alguns líderes daquele lugar, quando foram procurar o Pe. Aloísio Boeing, então pároco de Pomerode. Este sacerdote já atendia Texto Salto, bairro próximo da Rua Bauler.

Pe. Boeing começou a celebrar missas nas residências das famílias. A primeira casa da comunidade que acolheu os católicos para a Celebração eucarística foi a do Sr. Adolfo Bauler.

Uma das primeiras preocupações para o bom andamento da comunidade foi a escolha de um grupo de casais que fossem organizando as iniciativas comuns. Surgiu, então, a primeira Diretoria, assim composta: Adelino Nunes (Presidente), Valdir Alves e Esposa (Vice-presidente), Laudi de Souza e Esposa (Secretário), Aristides Lescowitz e Esposa (Tesoureiro) e os conselheiros: Waldemar Dickmann e Esposa, Delcio Peixer e Esposa, Delcio Cassaniga e Esposa, José Cristóvão e Esposa, Leopoldo Bauler e Esposa, Adolfo Largura e Esposa, Genoário de Souza e Esposa.

A escolha do padroeiro era o próximo passo sonhado pelos moradores. Sr. Adolfo Largura falou à comunidade que o seu irmão Alfredo havia feito uma promessa de doar uma imagem de Nossa Senhora a uma capela que ainda não a tivesse. E, de acordo com o padre, cumpriu sua promessa doando a imagem da santa que se tornou a padroeira: Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

A necessidade de um terreno para construir a capela se impunha. Sr. Leopoldo Bauler ofereceu um pedaço da sua propriedade. Foi aprovada pelo Pe. Boeing. A comunidade também aceitou-o, pois sua localização agradava a todos.

Primeiro, foi decidido construir um galpão para a celebração da santa missa, catequese das crianças e as diversas atividades comunitárias que iam surgindo. Toda a madeira que se fizesse necessária, também por generosa disponibilidade do Sr. Leopoldo, foi retirada do seu mato.

Por esse tempo, as acomodações do Grêmio, time futebolístico local, serviram para a primeira festa popular, realizada em comemoração à padroeira. Pe. Aloísio presidiu a solene Celebração da Eucaristia daquela manhã de domingo. A arrecadação foi suficiente para custear a cobertura e o piso do galpão em construção.

São lembradas as primeiras catequistas da nascente comunidade: Maria Brem e Lílian Lescowitz. Os primeiros Ministros Extraordinários da Comunhão foram: Donato Dickmann, Adelino Nunes e Gerson Dickmann.

A comunidade da Rua Bauler, inicialmente, pertenceu à Paróquia São Ludgero, de Pomerode, atendida pelos padres: Aloísio Boeing e Antonio Francisco Bohn. Depois, foi anexada à Paróquia Santa Terezinha, do Bairro Escola Agrícola, cujo pároco era Pe. Carlos Adolfo Kiesewetter. Quando, em 1997, foi erigida a Paróquia de Santo Estevão, no Bairro Salto do Norte, e o Pe. Raul Kestring tornou-se seu primeiro pároco, a Rua Bauler foi-lhe agregada. No dia 17 de agosto do ano 2002, Dom Angélico Sândalo Bernardino, Bispo Diocesano de Blumenau, decretou a criação da nova Paróquia Sagrado Coração de Jesus, do bairro Itoupavazinha, declarando o Pe. Raul Kestring seu primeiro pároco. A Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, então, passou a fazer parte da nova família de comunidades.

Os coordenadores de Comissões Administrativas, Econômicas e Pastorais (CAEPs) da Capela da Rua Bauler, desde o início até hoje são: Adelino Nunes, Matias Secowitz, Donato Dickmann, Adelino Nunes (2a. vez), João Miguel de Souza, Udomar Bauler, José Madruga da Costa e, atualmente, Adelino Nunes (3a, vez).

Dentre as atividades da promissora comunidade católica, destaca-se a novena a Nossa Senhoira do Perpétuo Socorro, da qual participam as famílias, fiel e ininterruptamente, na quarta-feira de cada semana.

“Bem-aventurada me chamarão todas as gerações, porque o poderoso fêz em mim grandes coisas” (Lc 1,48).

Anúncios

Sobre ralk

Sou evangelizador, trabalho na Diocese de Blumenau nos setores de Comunicação e Ecumenismo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s