Jejuar – de Jean Galot

                                                                  Faz jejuar o nosso coração:
que saiba renunicar a tudo aquilo que o distancia
do teu amor, Senhor, e que se una a ti
mais exclusivamente e mais sinceramente. 

Faz jejuar o nosso orgulho,
todas as nossas ambições, as nossas reivindicações,
tornando-nos mais humildes e infundindo em nós
como uma única ambição, aquela de servir-te.

Faz jejuar as nossas paixões,
a nossa fome de prazer,
a nossa sede de riqueza,
o enriquecimento ávido e a ação violenta;
que nosso único desejo seja de agradar-te em tudo.

Faz jejuar o nosso eu,
demais centrado em si mesmo, egoísta, endurecido,
que só deseja tirar a sua vantagem:
que saiba esquecer-se, esconder-se, doar-se.

Faz jejuar a nossa lingua,
frequentemente agitada, muito rápida nas suas réplicas,
severa nos julgamentos, ofensiva ou desdenhosa:
faz que expresse somente estima e bondade.

Que o jejum da alma,
com todos os nossos esforços por nos aperfeiçoarmos,
possa subir para ti como oferta agradável,
merecermos uma alegria mais pura, mais profunda.

……………………………………………………………………………………………………

Confira versão italiana dessa mensagem, da qual traduzi para o português:

Fa’ digiunare il nostro cuore:
che sappia rinunciare a tutto quello che l’allontana
dal tuo amore, Signore, e che si unisca a te
più exclusivamente e più sinceramente.

Fa’ digiunare il nostro orgoglio,
tutte le nostre pretese, le nostre rivendicazioni,
rendendoci più umili e infondendo in noi
come unica ambizione, quella di servirti.
 
Fa’ digiunare le nostre passioni,
la nostra fame di piacere,
la nostra sete di ricchezza,
il possesso avido e l’azione violenta;
che nostro solo desiderio sia di piacerti in tutto.
 
Fa’ digiunare il nostro io,
troppo centrato su se stesso, egoista indurito,
che vuol trarre solo il suo vantaggio:
che sappia dimenticarsi, nascondersi, donarsi.
 
Fa’ digiunare la nostra lingua,
spesso troppo agitata, troppo rapida nelle sue repliche,
severa nei giudizi, offensiva o sprezzante:
fa’ che esprima solo stima e bontà.

Che il digiuno dell’anima,
con tutti i nostri sforzi per migliorarci,
possa salire verso di te come offerta gradita,
meritarci una gioia più pura, più profonda.

Anúncios

Sobre ralk

Sou evangelizador, trabalho na Diocese de Blumenau nos setores de Comunicação e Ecumenismo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s